O que as cores podem dizer sobre você?

Sabia que uma simples cor influencia em toda a comunicação da marca? Bem-vindo ao mundo das cores!

No design nada é por acaso, guarde bem isso! Cada detalhe é caprichosamente estudado, os elementos escolhidos não estão ali simplesmente por deixar esteticamente bonitinho, e sim por passar a informação de forma objetiva, ou até mesmo subjetiva. Seja no logotipo, na aplicação em uma identidade visual, diretamente na embalem do produto, rótulo, entre outros meios. Estes estudos também englobam a famosa psicologia das cores, que iremos imergir neste texto.

Nosso cérebro está programado por fazer associações, sejam elas por cores, sons ou gestos. Com isso, as informações que captamos formam um sentido de acordo com distinções vividas por cada indivíduo, influencias culturais, experiências boas ou ruins, e etc. Assim, podemos responder a esses estímulos com ações muitas vezes inconscientes.

Uma cor bem trabalhada pode te influenciar numa decisão de compra, pode te deixar mais feliz ou triste, mais sério ou mais informal. Ou além disso, as mesmas cores podem inverter esses papéis, como por exemplo: o verde – dependendo do contexto – pode comunicar natureza, bem estar, hábitos saudáveis, por outro lado, também pode denotar que algo esteja contaminado ou seja venenoso.

Desta forma, é possível observar que as cores estão ligadas com fatores biológicos, emocionais, psicológicos e culturais. Vamos à prática! Abaixo listamos alguns exemplos de efeitos causados por cores muito presentes no nosso cotidiano.

Fatores Biológicos

Pesquisas apontam que o verde e o azul, em tons suaves, podem fazer com que o corpo produza substâncias químicas com efeitos calmantes, nos tranquilizando. Já o vermelho pode aumentar o ritmo cardíaco e, até mesmo, nos dar sensação de fome.

Fatores Emocionais

Como vimos antes, as cores podem influenciar nosso humor também. Não acredita? Olha o amarelo, pode ser associado com otimismo, alegria, felicidade. Isso se dá por conta do sol, que nasce sempre “feliz” e radiante. Afinal, um dia de sol é só alegria! Ao contrário o cinza pode nos tirar essa alegria e até levar à depressão. De acordo com algumas pesquisas, países em que o sol dificilmente aparece tem mais índices de suicídio, por motivar a depressão.

O azul traz calma e tranquilidade, impulsionando também a nossa criatividade. Isso porque olhamos para o alto e lá está o céu com sua grandeza e serenidade. Ou quem nunca ouviu aquela famosa expressão “O céu é o limite”? Está relacionada com o pensamento de não limitar nosso desenvolvimento criativo.

Fatores Psicológicos

Cores organizadas, sejam em um site, supermercado ou numa loja, nos fazem intuitivamente buscar determinado produto com mais facilidade. Por exemplo, se você busca uma lata de Coca-Cola irá procurar onde está a cor vermelha. Não é mesmo? Fora que dá uma sensação incrível de organização, pensa naquele guarda-roupas todo separadinho por cor.

Fatores Culturais

Desde criança aprendemos que a cor azul é “de menino” e a rosa é “de meninas”. Há diversas discussões acerca desta colocação, mas isso não acontece por acaso. É pela influência que está enraizada na nossa cultura e vem sendo passada por gerações, muitas vezes sem uma percepção clara. Assim como as vestimentas brancas simbolizam paz e as pretas o luto.

Para relacionar o significado de cada uma delas, dá uma olhadinha na tabela abaixo:

Achou que faz algum sentido? Esperamos que tenha te ajudado e sabemos que, a partir de agora, você orá prestar mais atenção nas cores ao ser redor. Comece a enxergar tudo com outros olhos! O mundo do Design é enorme e essas e outras técnicas fazem ele totalmente encantador.

Até a próxima! 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *