Aplicando o Design Thinking na sua empresa

Para iniciarmos a nossa conversa, precisamos entender o que é Design Thinking e por que ele é um conceito inovador e crescente motivado pelas maiores empresas do mundo.

O Design Thinking é um modelo de pensamento com uma nova abordagem para resoluções de problemas. Uma estrutura em que coloca o ser humano como centro, buscando uma maneira criativa de aperfeiçoar ou achar múltiplas soluções para aquele problema enfrentado.

É muito mais que apenas uma experimentação para atender melhor seu cliente. É criar uma verdadeira empatia com ele, enxergá-lo de uma maneira mais humana e não apenas como um consumidor, imergindo naquela experiência, além de promover reuniões e debates de ideias, filtrar e desenvolver protótipos inovadores, analisar e, por fim, implementar a nova ideia no mercado.

Por que ele pode alavancar seu negócio?

Essa prática ajuda a empresa entender melhor seu público e suas necessidades. Ao desenvolver essas múltiplas soluções e um atendimento mais humano, você consegue conquistar uma boa experiência do cliente com a marca; A criação de melhores produtos e estratégias mais eficientes eliminando os riscos de baixa rentabilidade e a garantia plena de uma aceitação maior do produto no mercado também te leva mais próximo ao sucesso. Um combo de bons adjetivos que faz com que seu você se torne referência de qualidade e inovação nos negócios.

Como posso aplicar?

Existem 4 etapas simples de serem aplicadas, no qual se pode repetir infinitas vezes, pois não se trata de um passo a passo, mas sim de uma abordagem livre para que flua o máximo da criatividade. São elas: imersão, ideação, prototipagem e implementação.

  • IMERSÃO:
    É a primeira etapa deste processo. Onde se promove o encontro de todos os envolvidos, que devem buscar o máximo de informações e mergulhar profundamente no assunto. É a parte em que mais se precisa de empatia, pensar nas pessoas, como essas pessoas, entendendo seus problemas e questionamentos, colocando-os sempre no centro de solução.
  • IDEAÇÃO:
    Onde o estímulo da criatividade rola solta. Propõe-se trabalhar brainstorms bem descontraídos, com profissionais de diferentes áreas para ter perspectivas amplas e variados pontos de vista sob o mesmo assunto. Todos devem ter sua colaboração para produzir conceitos diferentes com o mesmo propósito.
  • PROTOTIPAGEM:
    A Penúltima etapa do processo, onde se alinha e filtra todas as ideias propostas. Criam-se módulos e padrões para colocá-los em prática de acordo com a abordagem tratada na parte de ideação. Mapeiam as possibilidades de surgimentos de novos problemas e configura soluções ou novas oportunidades de aprimorar a técnica anterior.
  • IMPLEMENTAÇÃO:
    Por fim, é hora de implementar tudo isso. Ideias e protótipos já são positivos e funcionais, e está na hora de ser testado. Os riscos de rejeição já são mínimos e a garantia de acolhimento são maiores. Mãos à massa!

Com base nisso, vemos que Design Thinking é essencial não só na indústria moderna, mas como em todos os serviços que possamos trabalhar. Um diferencial neste processo garante que seu produto seja assertivo e traga melhores resultados em menor prazo. Além de tudo você ainda se enquadra em uma nova categoria de inovação, ampliando o seu reconhecimento no mercado! Acompanhe as grandes marcas, como Coca-cola, Apple, Amazon, entre tantas outras, e REVOLUCIONE!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *